When I grow up – Lançamento

Escolher qual carreira seguir é sempre um passo muito importante e pode ser um tanto difícil tomar uma decisão. Pensando em uma forma de ajudar você a fazer uma boa escolha, a Ebony English criou a seção When I grow up que, além de trazer o relato de pessoas que optaram pelas mais diversas carreiras, também trará o papel que o inglês cumpriu para que elas pudessem alcançar determinados objetivos dentro de suas áreas de atuação. Assim, você já sabe quão preparado precisará estar para conquistar seu espaço no mercado de trabalho.

Todo mês a Ebony English apresentará uma pessoa e, para começar, a pessoa escolhida foi o fundador da escola, Rodrigo Faustino.

Rodrigo tem 39 anos e cursou Processos de Produção na FATEC-SP. A escolha pelo curso veio do gosto pela área de engenharia de produção e pela experiência que já havia tido quando fez um curso técnico. Além disso, ele também fez uma pós-graduação em Logística na USP. Atualmente, transita entre as áreas de Engenharia de Produção, Logística e Tecnologia da Informação.

Ele também é o fundador da Ebony English, e a motivação para a criação da escola veio da época da graduação. Enquanto estudava, percebeu que somente o conhecimento adquirido na faculdade não seria suficiente para garantir a participação nos melhores processos seletivos para estágios, uma vez que a maioria das empresas requisitavam o inglês. Assim como ele, outros amigos também lidavam com esse mesmo problema e foi daí que surgiu a ideia de desenvolver um projeto relacionado ao inglês e que tivesse como diferencial o foco na cultura negra.

Para Rodrigo, o inglês abriu portas tanto no sentido corporativo, já que a maior parte da base de conhecimento da área dele está em inglês, quanto no sentido econômico, visto que ele entrou em importantes empresas devido ao domínio da língua. Ele também destaca a possibilidade de conhecer mais o mundo. O inglês é, na atualidade, uma das línguas francas que circulam pelo globo (usada no comércio, nos ambientes acadêmicos e culturais) e, por isso, permite que as pessoas que o falam transitem por diferentes lugares com mais facilidade, estabeleçam uma rede de contatos mais ampla e possam se comunicar com outras pessoas negras que vivem na diáspora.

Se você quiser saber mais sobre o curso ou sobre a carreira do Rodrigo, deixe um comentário que a/o responderemos o mais breve possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *